A modernidade é uma coisa entusiasmante. A facilidade que se tem, hoje em dia, para registar e expressar pensamentos e facilitar a comunicação empolga até os menos ligados aos avanços da tecnologia, que, capitulados, passam a usar um telemóvel, computadores portáteis, GPS etc., tudo pela simples necessidade de viver melhor e mais seguro. No meu percurso formativo nunca passei da escolaridade obrigatória, mas ao longo da minha vida profissional sempre procurei desvendar os caminhos da vida moderna me atualizando.

Diante de tantas invenções, vivo indagando, a um e a outro, como é que vivíamos, no passado não muito distante, sem esses aparatos. É surpreendente. O recurso do sait ou blog, que vem revolucionando a comunicação das pessoas e em particular os formadores de opinião, é uma dessas modernidades que há algum tempo me persegue.
Esta, uma expressão bem comum, desses tempos modernos. Aproveitando o tempo disponível abro este espaço de comunicação e sempre que possível, vou alimentá-lo com comentários e opiniões a respeito do que vejo, observo e faço, na esperança de que alguém se interesse por ler e travar discussões proveitosas e sobretudo construtivas.
Não que eu me considere um formador de opinião, mas dar a conhecer esta pequena história de um grupo de homens que combateram na guerra de Angola.

 

Administrador

  Albino Bessa